Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Colleen Houck - www.wook.pt

Fifty Shades of Grey - E.L.James

por Maggie Black, em 09.07.12

Título: Fifty Shades of Grey
Título Original: Fifty Shades of Grey
Autor(a): E.L.James
Editora: Vintage
Nº de páginas: 540
Preço médio:

Sinopse (goodreads):

When literature student Anastasia Steele is drafted to interview the successful young entrepreneur Christian Grey for her campus magazine, she finds him attractive, enigmatic and intimidating. Convinced their meeting went badly, she tries to put Grey out of her mind - until he happens to turn up at the out-of-town hardware store where she works part-time.

The unworldly, innocent Ana is shocked to realize she wants this man, and when he warns her to keep her distance it only makes her more desperate to get close to him. Unable to resist Ana’s quiet beauty, wit, and independent spirit, Grey admits he wants her - but on his own terms.

Shocked yet thrilled by Grey's singular erotic tastes, Ana hesitates. For all the trappings of success – his multinational businesses, his vast wealth, his loving adoptive family – Grey is a man tormented by demons and consumed by the need to control. When the couple embarks on a passionate, physical and daring affair, Ana learns more about her own dark desires, as well as the Christian Grey hidden away from public scrutiny.

Can their relationship transcend physical passion? Will Ana find it in herself to submit to the self-indulgent Master? And if she does, will she still love what she finds?

Erotic, amusing, and deeply moving, the Fifty Shades Trilogy is a tale that will obsess you, possess you, and stay with you forever.


Opinião:
Oh Meu Deus! Acho que nunca senti como tão verdadeira a expressão “A Curiosidade Matou o Gato”. Há já algum tempo que me sentia curiosa por pegar neste livro, para descobrir o porquê de tanto alarido em torno dele e também por este ter sido, na sua forma original, uma fanficition do Twilight. Não me sentia assustada pelos conteúdos considerados fortes do livro, mas sim pelo sucesso que ele parecia ter. Deve ter sido por intervenção divina que no dia quando fui a Fnac o único livro da trilogia que não havia era o primeiro, porque se não era garantido que agora estaria a chorar lágrimas de puro arrependimento.

Nem sei por onde começar, se pelas linhas totalmente lamechas, se pelos comentários insipidos que a protagonista faz de si para si (ou talvez será melhor chamar-lhe...como é que era mesmo... “her inner goddess”), ou se pela anormalidade pura da protagonista.

Tudo muito bem ela até pode ser inocente e coise e tal, mas por amor a tudo o que é mais sagrado, como é que é possível que alguém com 20 e poucos sejam tão estrondosamente atrasado...

Não recomendo de todo, e falta-me a vontade para enumerar todos os porquês...

Dei-lhe duas estrelas no Goodreads, simplesmente porque parte da história tinha o mínimo do potencial, mas estou a começar a repensar a minha decisão. Tenho vergonha por saber que editoras pulicam este tipo de nonsense de livre e boa vontade. E mais vergonha ainda por saber que com tantos bons livros por aí eles foram escolher esta trilogia para traduzirem para portugues.

 

Desejos de Grandes Leituras

 

Maggie Mae Black

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:50



E-mail de Contacto

maggiemaeblack@sapo.pt

Bookmark To Blog

Mais sobre mim

foto do autor



Regioes

Último Livro Lido

Photobucket

O que estou a ler

Photobucket


2013 Reading Challenge

2013 Reading Challenge
Maggie Mae has read 0 books toward her goal of 100 books.
hide